Está procurando um fone gamer? Veja dicas para a escolha

fone gamer

 

O setor dos periféricos gamers tem ganhado cada vez mais adeptos, e dentre os acessórios mais procurados estão os headsets. No Brasil, há diversas marcas com produtos de boa qualidade, variando entre Razer, Redragon, HyperX, Turtle Beach, Multilaser, entre outros.

Mas além da marca, é preciso se preocupar com quais recursos e características cada um dos fones disponíveis no mercado oferece. Ademais, ao escolher um novo headset, devemos considerar em qual plataforma ele será utilizado, como celular, PC ou consoles, já que pode acontecer dos acessórios não serem compatíveis com os equipamentos. Então, confira a seguir algumas dicas sobre como escolher seu headset com um bom custo benefício, e que irá atender às suas necessidades e caberão no seu bolso.

1 – Com ou sem fio?

Na maioria das vezes, escolher entre utilizar ou não um cabo é uma preferência pessoal. As versões de fones sem fio tendem a ser mais versáteis, garantindo ao usuário uma maior liberdade de movimentos, porém, em contrapartida são dependentes de uma bateria, e em alguns casos podem requerer uma conexão de um dongle num console ou PC. Já os headsets com cabo apresentam algumas vantagens, geralmente eles são um pouco mais baratos, e também não há preocupações em relação à bateria. Além disso, a conexão P2 é universal, ou seja, a maioria dos dispositivos são equipados com elas.

 

 2 – Vale a pena investir no áudio 7.1?

A novidade no setor dos fones é o som em 7.1 canais, que pode ser referenciado como surround ou som 3D. Com esse recurso, o headset pode simular um som direcional, dessa forma, enquanto alguém está jogando, ele escutará um som vindo de diferentes posições, como um inimigo caminhando atrás do seu personagem, o rolar de um dado ou o barulho de um monstro que está à espreita. Essa ferramenta é bastante apreciada nos FPS (Tiro em primeira pessoa), mas também cumpre uma importante função em jogos que simulam a realidade. Alguns exemplos são os títulos encontrados nas casas de apostas com bônus, que apresenta vários jogos clássicos dos cassinos, simulando perfeitamente a atmosfera luxuosa e inebriante desses estabelecimentos de jogatina, que podem ser melhor percebidas através do surround.

Porém, você deve ficar atento. Afinal, mesmo seu fone contendo essa tecnologia, talvez nem a plataforma e nem o game que você esteja jogando ofereça suporte para este recurso. Os consoles mais atuais, em sua maioria contêm suporte ao som tridimensional, sendo que o PS5 promete que o áudio 3D funciona em qualquer fone para games em sua plataforma.

 

3 – Earbud ou headset?

 

Os earbuds ou intra-auriculares são aqueles fones compactos que ficaram bastante conhecidos com o lançamento dos AirPods ou Galaxy Buds, e podem ter ou não ponteiras, que ajudam a fixá-lo melhor ao ouvido. Esses modelos são bem simples e as conexões via bluetooth têm se popularizado cada vez mais. Seus principais chamarizes são a mobilidade e a descrição que proporcionam, sendo ideias para utilizar no celular. Enquanto isso, os headsets mais robustos tendem a ser mais confortáveis, e ao cobrir toda a orelha do usuário oferecem uma experiência sonora de maior qualidade, porém o design robusto pode ser um problema para quem o utiliza fora de casa, sendo ideais para o PC.

 

4 – Materiais que compõem o produto

 

Uma sessão de jogatina pode durar horas, então você deve ter um cuidado especial com o conforto quando for escolher seu fone. Em geral, o usuário não pode provar o produto antes de comprá-lo, porém, é muito fácil acompanhar reviews de outras pessoas que já adquiriram esse produto.

Os headsets ajustáveis em sua maioria são mais confortáveis, já que você pode ajustá-los de acordo com sua preferência. Outro ponto para ficar de olho é o peso do periférico, assim como os materiais de produção. Por conta disso, os aparelhos com alças metálicas, conchas revestidas, e almofadas que têm uma maior resistência ao suor e são facilmente substituíveis são boas opções.